O Papa é POP

Papa Bento XVI chega aos EUA
Papa espera melhorar a imagem da Igreja, após o escândalo dos sacerdotes pedófilos.
Bento XVI ficará seis dias nos Estados Unidos.





O papa Bento 16, que chegou ontem a Washington para uma viagem de seis dias pelos Estados Unidos, comemora nesta quarta-feira seu 81º aniversário. Ele terá um encontro com o presidente George W. Bush, na Casa Branca, e um almoço privado com cardeais americanos dos EUA.


Bento 16 chegou ontem a Washington por volta das 17h. Durante a viagem rumo aos EUA, ainda no avião, Bento 16 disse que o escândalo de pedofilia envolvendo sacerdotes católicos americanos foi "uma vergonha".

Após ser recebido por Bush, ele foi para a sede da Nunciatura para descansar, depois de dez horas de vôo. Nesta quarta-feira, o pontífice começará sua jornada com uma missa privada na sede da Nunciatura, onde ficará durante sua estadia em Washington.

Às 13h30 (horário em Brasília), Bento 16 será recebido por Bush, como é tradição no caso dos chefes de Estado, no jardim da Casa Branca, com 21 tiros de canhão e o desfile de bandas militares. Cerca de 10 mil pessoas esperarão o papa fora da residência presidencial.

Após discursar, Bush e Bento 16 se retirarão ao Salão Oval para um encontro privado, onde a Guerra do Iraque e a situação do Tibete serão alguns dos assuntos discutidos.

Ambos têm em comum sua rejeição a temas como a eutanásia, os casamentos homossexuais ou a pesquisa com células-tronco embrionárias, mas o pontífice levará à Casa Branca sua oposição à pena de morte, um tema que divide os católicos do país.

Paralelo

Paralelamente, no escritório do Gabinete, a secretária de Estado americana, Condoleezza Rice, e seu colega no Vaticano, Tarciso Bertone, se encontrarão, em uma reunião da qual também participarão o núncio apostólico Pietro Sambi e a embaixadora dos EUA perante a Santa Sé, Mary Ann Glendon.

15.abr.08/Ettore Ferrari/Efe

O Papa Bento 16 ao chegar a Washington, ontem, para visita de seis dias ao país; nesta quarta-feira ele completa 81 anos
Bento 16 é o segundo papa que será recebido na Casa Branca depois que, em 1979, João Paulo 2º se reuniu na residência presidencial com Jimmy Carter.

O pontífice comemorará seu aniversário com comida italiana, cuja preparação ficará a cargo de Fabio Salvatore, um dos cozinheiros mais famosos de Washington. Comparecerão alguns dos 17 cardeais dos Estados Unidos e membros da Conferência Episcopal do país.

Após o almoço, ele receberá os responsáveis das cinco grandes fundações de caridade católicas nos EUA: Knights of Columbus, Patrons of the art, Centesimus Annus Pro Pontifice, The Papal Foundation e The Franciscan Foundation for the Holy Land.

À tarde, Bento 16 se reunirá com cerca de 400 bispos americanos na Basílica do Santuário Nacional da Imaculada Conceição.

Bento 16 não participará do jantar que Bush oferecerá à noite em sua honra e se retirará à Nunciatura, pois o Vaticano lembrou que "não é costume dos papas comparecer a este tipo de atos". Do jantar participarão os membros da delegação do Vaticano, cardeais americanos e algumas autoridades do país.

Agenda

Durante sua viagem ao país, Bento 16 vai celebrar missas em estádios de Washington e Nova York, visitar o marco zero [área onde ficavam as torres do World Trade Center destruídas nos atentados de 11 de setembro de 2001], encontrar com representantes de outras religiões e fazer um discurso na Assembléia Geral da ONU (Organização das Nações Unidas).

Nesta uinta-feira (17), Bento 16 vai celebrar uma missa no Estádio Nacional de Washington. Segundo a agência de notícias Efe, a arquidiocese de Washington emitiu 46 mil ingressos para a celebração. Durante o dia, o papa também vai se reunir com representantes da Igreja Católica e de outras religiões.

Na sexta-feira (18), Bento 16 embarca para Nova York, onde pronunciará um discurso na Assembléia Geral da ONU (Organização das Nações Unidas). Entre as atividades do dia, o papa também terá um encontro ecumênico na igreja de St. Joseph.

No sábado (19), o papa celebra uma missa com os sacerdotes, religiosos e religiosas na Catedral de St. Patrick, almoçará com bispos da arquidiocese e encontrará com jovens e seminaristas.

No domingo (20), último dia da viagem de Bento 16 aos EUA, o papa visitará o marco zero e também vai celebrar uma missa no estádio dos Yankees. Ele embarca para Roma à noite.

Segurança

Esta será a primeira viagem do chefe da Igreja Católica aos EUA desde os atentados de 2001 e a segurança é muito mais rígida que durante a visita do antecessor, João Paulo 2º, ao país.

A polícia trabalhará em estreita colaboração com os serviços secretos e membros da Guarda Suíça, responsáveis pela proteção do papa, durante os seis dias da estadia do pontífice.

15.abr.08/Matthew Cavanaugh/Efe

Papa Bento 16 caminha ao lado do presidente dos EUA, George W. Bush, e da primeira-dama, Laura, ao chegar à base aérea Andrews
O número de oficiais não foi revelado, mas a polícia anunciou que incluirá homens-rã no East River, franco-atiradores nos terraços, helicópteros e carros blindados.

Ao contrário da primeira visita do João Paulo 2º ao país, que em 1979 presidiu uma missa em parque aberto no sul de Manhattan, a entrada dos eventos será estritamente controlada. Além da verificação das identidades, serão instalados detectores de metais em todos os eventos da visita.

Os grandes desafios para a polícia serão a missa do papa em dois estádios, em Washington em 17 de abril, e no estádio dos Yankees, em Nova York, três dias mais tarde.

A segurança nos dois locais será grande, com ingressos de entrada intransferíveis com códigos de barra. O FBI exige que os fiéis compareçam seis horas antes do início das cerimônias.


Via: Folha Online

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Flamengo in Indonesia

Conselhos para sobreviver ao mundo gospel.

Sobre o país que moro